Suportes e Resistências

Começando a
negociar

Introdução aos
Suportes e Resistências

Suporte e resistência são provavelmente alguns dos elementos mais usados na negociação. Existem muitas maneiras diferentes de traçar apoios e resistências, podendo-se até afirmar que cada trader tem sua própria maneira de traçá-los. Aqui, veremos o básico sobre este tópico:

No gráfico a seguir podemos observar uma tendência de alta. Nesse caso, quando o preço sobe e então faz uma retração (ou correção), o ponto mais alto que o preço atingiu é considerado uma resistência.

Da mesma forma, o ponto mais baixo da correção será considerado um suporte. Você pode ver que o suporte e a resistência constantes se formam ao longo do movimento dos preços.

No gráfico a seguir, podemos observar uma tendência de baixa. Nesse caso, quando o preço se move para baixo e então faz uma retração (ou correção), o ponto mais baixo que o preço atingiu antes da correção é considerado suporte.

Da mesma forma, o ponto mais alto após a correção será considerado uma resistência. Vários suportes e resistências se formarão ao longo do movimento dos preços.

Suportes e resistências
Representação gráfica

É importante que você saiba que os níveis de suporte e resistência não são números exatos. Talvez quando você vir gráficos de mercado em tempo real, você verá suportes e resistências que parecem estar quebrados, mas na verdade o mercado estava apenas testando-os. No caso dos gráficos de velas japonesas, esse teste é observável graças às sombras das velas.

No gráfico anterior, podemos ver como as velas testaram o nível de resistência de 1,0000. Pode parecer que o mercado iria quebrar a resistência, mas como você pode ver, o preço de fechamento das velas está abaixo do nível de resistência, o que significa que o preço estava apenas testando esse nível.

Como saber se um suporte ou resistência foi rompido?

Não há uma resposta única para esta pergunta, alguns afirmam que o suporte é quebrado quando o preço fecha abaixo do nível de suporte e que a resistência é quebrada quando o preço fecha acima do nível de resistência. No entanto, isso nem sempre é verdade e no gráfico a seguir, veremos o porquê.

Neste último gráfico podemos observar que o preço fechou duas vezes acima do nível de resistência 162,00, porém, nas duas vezes o preço acabou caindo. Se você os tivesse considerado verdadeiros rompimentos e decidido comprar, não teria se saído muito bem. Além do mais, esses falsos rompimentos serviram para consolidar ainda mais esse nível de resistência.

Como evitar falsos rompimentos?

A melhor coisa que você pode fazer ao falar sobre suportes e resistências é trabalhá-los como zonas em vez de números específicos.

Como você pode fazer isso?

Uma maneira de fazer isso é traçar os suportes e resistências em gráficos de linha e, em seguida, mudar para o gráfico de velas.

Por que desenhá-los em um gráfico de linha?

Os gráficos de linhas mostram apenas o preço de fechamento, enquanto o gráfico de velas mostra os altos e baixos que, especialmente se você está apenas começando, podem ser bastante confusos.

Aqui você pode ver um exemplo de suportes e resistências plotados em gráficos de linha:

E é assim que ficará quando você alterar o gráfico para velas:

Existem duas coisas muito importantes para saber sobre suportes e resistências:

Quando a resistência é quebrada, ela pode ser usada como uma boa referência para suporte futuro. O mesmo acontece quando um suporte é quebrado, ele pode ser usado como uma futura resistência.

Quanto mais vezes o preço testa um nível de suporte ou resistência, mais sólida essa zona se torna. O que significa ser mais sólido? Que se o preço testar novamente no futuro, é mais provável que não seja capaz de quebrá-lo.